Estúdio Brasil 2010 já deixa saudades

O último dia do evento foi dedicado à fotografia de alimentos, animais, books fotográficos e às fotos das futuras mamães
Bia Oliveira

Palestrantes emocionados, público extasiado, feras da fotografia nacional e internacional compartilhando valiosos ensinamentos, aplausos de pé, coruja “fujona”, risos [muitos risos!]. Por tudo isso e muito mais, o “espetáculo da luz” já deixa saudades.

O último dia do evento foi dedicado à fotografia de alimentos, de animais, aos books diferenciados e a falar de fotos das futuras mamães. Assuntos que não poderiam deixar de ser representados pelos maiores especialistas dessas áreas no país, como Mauro Holanda, Johnny Duarte, Joel e Isa Reichert e Fernanda Sá.

Ainda que em clima de despedida, o público prestigiou em peso cada uma dessas palestras nesta quinta-feira (11) e só deixou o Memorial da América Latina, quando as luzes do “espetáculo” enfim se apagaram.

O público se deliciou com dicas sobre “a fotografia dentro da cozinha” e aprendeu com Mauro Holanda a importância da agilidade na hora de fotografar alimentos.

Na palestra “O Bicho vai pegar”, uma coruja fujona que resolveu não participar da sessão de fotos roubou a cena por alguns instantes, mas não interrompeu ou diminuiu o trabalho do experiente Johnny Duarte. Pelo contrário, o fato inusitado só serviu para revelar a importância de se ter “jogo de cintura” ao lidar com animais no set fotográfico.

Depois do almoço, os irmãos Joel e Isa Reichert ensinaram como a iluminação continua sendo o segredo para a potencialização dos resultados em books fotográficos, na palestra “Do lugar comum ao book diferenciado”. Os dois foram aplaudidos de pé ao final.

A divertida palestra de Fernanda Sá sobre fotografias de modelos gestantes encerrou a terceira edição do Estúdio Brasil, que já deixa saudades.

Publicado por: http://photos.uol.com.br/materias/ver/57478