Fernanda Sá e seu indiscutível talento

Fernanda chega ao EB 2010 com workshop e palestra

Bia Oliveira

500x0_Fernada Sa 02

Dona de um talento indiscutível e de uma simpatia contagiante, Fernanda Sá é mestre na arte de fotografar crianças, gestantes e histórias de amor. E, como não poderia deixar de ser, é presença confirmadíssima no Estúdio Brasil 2010!

Destaque do evento em 2009, neste ano, ela vem em dose dupla com o workshop “A arte de fotografar crianças” e com a palestra “Como produzir fotos das futuras mamães”.

Nesta entrevista ao PORTAL PHOTOS, Fernanda adianta detalhes de sua participação no Estúdio Brasil 2010, revela peculiaridades de sua paixão pela fotografia e fala sobre o seu encanto em fotografar crianças.

PORTAL PHOTOS – Em primeiro lugar, como surgiu a sua paixão pela fotografia?

Minha paixão começou bem cedo, eu ganhei minha primeira câmera fotográfica da minha avó aos seis anos de idade. É curioso, pois apesar de meus cinco primos também terem recebido o mesmo presente, sou a única fotógrafa da família.

Toda a minha vida acadêmica foi norteada por habilidades ligadas à arte. Meu primeiro curso de fotografia foi nos Estados Unidos e minha graduação foi em Comunicação Social com especialização em Publicidade e Propaganda, na Metodista.

Ao final da faculdade experimentei alguns tipos de trabalhos e cursos, como o de “fotografia de natureza” com Araquém Alcântara; fotografei para uma revista de viagem e, finalmente, entrei como assistente em um estúdio que trabalhava com fotografia still.

Foi uma grande escola, a minha maior escola de fotografia. Foi lá que aprendi sobre luz, processos fotográficos, equipamentos, ética profissional e administração. Ali percebi que havia encontrado uma profissão e que eu estava dentro do ambiente em que gostaria de permanecer por muito tempo em busca de minha realização profissional.

PORTAL PHOTOS – Quando a paixão virou profissão?

Após três anos de assistência resolvi montar meu estúdio. Contava com dois amigos fotógrafos que me acompanharam por quatro anos, até que cada um seguiu seu caminho. Não sei ao certo se meu primeiro trabalho foi aquele pago mediante a primeira nota fiscal ou se foi apenas a primeira foto remunerada. O que eu sei é que eu queria fotografar todos os dias, participar de briefings, solucionar problemas, conhecer pessoas e criar. Trabalhei com clientes ligados a cosméticos, brinquedos, culinária e still.

PORTAL PHOTOS – Houve um trabalho em especial, que tenha sido um divisor de águas na sua carreira?

Acredito que o divisor de águas da minha trajetória tenha sido a fotografia digital. Ela propunha mudanças significativas na captação, processamento e saída da imagem, demandando troca de equipamento e conhecimento. Foi uma época de muita discussão sobre o destino da fotografia em prata e seus desdobramentos. O preço da fotografia que eu fazia em meu estúdio despencou.

Comecei a perder concorrências por conta dos preços praticados por fotógrafos iniciantes. Certa vez, após orçar um trabalho de 50 fotos de produtos e perder a concorrência, fui procurada pela agência alguns dias depois, para “refazer” o trabalho que havia sido realizado pelo fornecedor mais barato. O único problema é que, desta vez, eu estava sem o prazo inicial. Mas, apesar de ter que sair da zona de conforto em que me encontrava, foi fascinante aprender uma nova habilidade que abraço até hoje.

A fotografia digital trouxe muita agilidade e acessibilidade ao nosso ofício. Dificilmente eu poderia produzir tantas imagens ao custo que tenho com o equipamento digital.

PORTAL PHOTOS – O que mais te encanta em fotografar crianças e o que é mais difícil nesse trabalho?

Apaixonei-me por fotografia de crianças após o nascimento de minhas filhas. Ter um filho é algo especial por si. E eu sentia muita necessidade em registrar o que acontecia diante de mim, o crescimento, o desenvolvimento de minhas filhas, sua graça.

Costumo dizer que a dificuldade está naquilo que não fazemos com maestria. Adquiri muita experiência com as crianças, fiz vários trabalhos editoriais, resolvi vários problemas e ganhei confiança. Já vi quase tudo. E quando aparece alguma surpresa que me desconcerte eu respiro, sento com a criança, canto uma música com ela e tenho muita, muita paciência… SEMPRE!

PORTAL PHOTOS – Como foi participar do Estúdio Brasil 2009? E quais as suas expectativas para este ano com o workshop e com a palestra?

Foi uma experiência inesquecível, pois apesar de estar preparada para a apresentação, foi uma surpresa. Mesmo estando em cima de um palco com centenas de pessoas me assistindo e uma forte luz me acompanhando, eu podia ver o rosto de muitos congressistas, prestando atenção a cada informação que eu disponibilizava. Depois dos primeiros minutos iniciais, eu já estava muito à vontade e me divertindo muito. Foi ótimo!

Felizmente, tive a enorme colaboração da minha super querida equipe (Paulinha e Iara) e das adoráveis crianças (minhas modelos!).

Para este ano, estou preparando um workshop bastante rico, com várias dicas, trocas de experiências e muitas, muitas fotos. Para a palestra… será surpresa!
Publicado por: http://photos.uol.com.br/materias/ver/57404